Ángela Sierra
Gerente Administrativa e de Gestão
Gonvarri Colombia

A segurança viária se converteu em uma prioridade da política pública da Colômbia, razão pela qual vem trabalhando de forma contínua há mais de duas décadas, para diminuir o número de vítimas geradas nos acidentes de trânsito que ocorrem tanto nas estradas como nas vias urbanas. Os resultados até o momento são importantes, mas ainda não se chega aos níveis alcançados nos países que estão na vanguarda do enfrentamento dessa problemática, como Suécia, Dinamarca, Reino Unido e Espanha.

O índice de acidentes na Colômbia é mais do que preocupante. São cerca de 6 mil mortes ao ano e mais de 40 mil casos de lesões, muitas delas irreversíveis, que deixam dor e perda em milhares de famílias; e tudo isso converteu a condução de um veículo em uma “atividade perigosa” para o Código de Trânsito Colombiano.

As principais causas de acidentalidade no país são excesso de velocidade, distrações (maquiar-se, conversar, mandar mensagens de texto…), conduzir em estado de embriaguez (apesar das elevadíssimas multas e penalidades), a falta de respeito às normas, ou a juventude (é a primeira causa de morte entre jovens de quinze a vinte anos). Outra causa a se considerar é o lamentável estado de muitas estradas: sem pavimentação, com sinalizações inadequadas ou construídas sobre terrenos vulneráveis; as cidades também são território perigoso (65% das vítimas morrem em zonas urbanas), especialmente em intersecções ou cruzamentos das vias rápidas e sobretudo durante as noites do fim de semana, quando o excesso de velocidade é somado ao excesso de álcool.

Considerando esses dados, a segurança viária é um desafio complexo que demanda estratégias de desenvolvimento de infraestrutura, veículos, normatividade que promova um sistema seguro e o comportamento dos usuários (cultura). Um objetivo que implica corresponsabilidade: todos temos um papel a cumprir para que o sistema seja seguro e proteja a integridade daqueles em movimento.

Nesse sentido, a cultura das pessoas é outro dos principais fatores na hora de realizar intervenções para reduzir a taxa de acidentalidade com perdas de vida na Colômbia; por isso, apontar para uma mudança no comportamento cidadão é um fator para o sucesso e a tarefa com o maior trabalho a ser feito. É que até hoje, nem as multas por conduzir em estado de embriaguez, nem os controles de velocidade, parecem ser a solução para uma atividade viária que, por ano, custa 6 mil vidas ao país. O desafio é grande porque, apesar das normas e das campanhas, a cada 85 minutos morre um colombiano em acidentes de trânsito. Pensamos que “a maneira de enfrentar o problema não deve ser unicamente castigando, mas educando, sensibilizando e promovendo a segurança viária”, razão pela qual Emotional Driving é parte importante da solução para a acidentalidade.

Outro motivo para o alto índice de acidentes na Colômbia tem sido a debilidade institucional, a falta de políticas e ausência de reitoria das mesmas e de atividades de inspeção, controle e vigilância; foi assim que surgiu a Agência Nacional de Segurança Viária, como entidade autônomo e especializada, responsável por liderar o planejamento e execução da política de segurança viária na Colômbia e com a tarefa específica de reduzir efetivamente os números de acidentes no país. Esta agência concentra seus esforços em cumprir o mandato da Assembleia Geral das Nações Unidas: “em 2010, a Colômbia se comprometeu a reduzir em 50% os sinistros viárias antes de 2020, o que implicaria salvar cerca de 15 mil vidas”.

É importante ressaltar a gestão que Gonvarri Colombia realiza em matéria de regulação e padronização da normatividade internacional através da ativa participação no Comitê da Normatividade Colombiano – ICONTEC.

ed

Segurança viária na Gonvarri Colômbia

Não podemos deixar de lado o desenvolvimento da infraestrutura viária, pilar fundamental para se obter um sistema seguro. Para isso, primeiro se deve considerar que as pessoas cometem erros de juízo e tomam decisões infelizes; aceitar isso significa reconhecer que devemos contar com infraestruturas criadas para mitigar os riscos e minimizar os dados. É aqui que Gonvarri Steel Services, com sua divisão de segurança viária, desempenha um papel fundamental oferecendo produtos e serviços que cumprem com todos os padrões internacionais. Na Gonvarri Colombia, através de nossa marca Cenovial, oferecemos soluções que vão desde o fornecimento do produto até a instalação de sistemas de contenção. Se nosso conjunto de regras atual não regulamenta a necessidade de se empregar sistemas certificados, na Cenovial se realiza um trabalho constante de validação, revisão e recomendações de engenharia e especificação, tratando assim de conscientizar para os projetos de infraestrutura.

Podemos afirmar que nosso trabalho permitiu intervir em aproximadamente 1.350 quilômetros de 2015. Nosso grande objetivo é continuar trabalhando pela segurança viária, oferecendo projetos que envolvam a implantação de sistemas de contenção e auditorias e inspeções viárias, dando relevância a atores vulneráveis da via como pedestres e motociclistas, o qual permitirá mitigar a severidade da acidentalidade na Colômbia e na América Latina.

Gonvarri Colômbia, consciente da situação viária do país, e com o objetivo de apoiar a política de Estado nesses temas, está desenvolvendo “O Plano Estratégico de Segurança Viária Empresarial”, o qual contribui com elementos para que a empresa transforme sua cultura, com especial ênfase no conhecimento e cumprimento das normas de trânsito, o aumento da percepção de risco e a corresponsabilidade em promover um uso solidário e responsável do espaço público. Para cumprir este plano, traçamos como principal objetivo incrementar a cultural geral de segurança viária, dentro e fora do trabalho, fato que repercute diretamente no bem estar de todos os funcionários e de suas famílias e da comunidade em geral.

web2

A segurança viária deve ser reflexo da conduta segura das pessoas, é onde devem estar nossos esforços para gerar cultura e mudar paradigmas que fazem com que as pessoas se comportem de uma maneira em seu trabalho e outra muita diferente fora dele; por esta razão, realizamos campanhas de comunicação interna dirigidas a conscientizar sobre segurança viária, especialmente no que diz respeito às normas de trânsito na Colômbia, estatísticas de mortalidade por acidentes de trânsito e as normas que devemos aplicar na entrada e uso de veículos no interior de nossa planta. Algumas dessas campanhas foram, por exemplo, para conscientizar sobre o uso do cinto de segurança e consumo de álcool, ou para que os motoristas sigam as regras de trânsito também no interior da empresa.

No plano da segurança viária, foi criado um colégio virtual de autos e motos para os funcionários mais expostos ao risco. Nesse colégio virtual, capacitamos os funcionários sobre segurança viária, criando uma maior cultura preventiva, formamos em primeiros socorros e temos uma jornada de formação interativa com simulação de condução de carro, onde os funcionários podem ver a importância de se seguir as normas de segurança, para o bem estar deles e de sua família.

Aproveitando a grande iniciativa de Gonvarri Steel Services com o lançamento de Emotional Driving, o próximo passo em nosso plano de segurança viária é implementá-lo em nosso país.

Na Gonvarri Colômbia acreditamos que a responsabilidade social começa em casa. Por esta razão, orientamos nossas ações a dar qualidade de vida e trabalho a nossos funcionários e suas famílias, com programas de bem estar laboral e social, oferecendo-lhes assessoria permanente para enfrentar as diferentes situações da vida. Somos uma unidade que se caracteriza pelos cuidados com nossos funcionários, com um excelente clima laboral, aplicando nossos valores corporativos com coerência no dia a dia, criando orgulho de pertencer e gerando compromisso com a empresa. Porque para nós, como parte do Grupo Gonvarri, o respeito com o funcionário e sua família é um aspecto primordial em tudo o que fazemos, um valor essencial que nos faz muito orgulhosos.

ed

Guardar