Francisco Riberas
Presidente
Gestamp

A industria automobilística é, há décadas, o state of the art da inovação industrial. Potentes investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento, sofisticados processos de produção, equipes humanas altamente qualificadas… tudo isso em busca de um objetivo: criar e fabricar veículos mais inteligentes, mais sustentáveis e, sobretudo, mais seguros. No entanto, apesar de todos os avanços e inovações, o fator mais importante para a segurança de um veículo continua sendo o fator humano. Por isso, educar, conscientizar e sensibilizar os motoristas é um trabalho absolutamente essencial hoje em dia. Por isso, para todos que trabalhamos em Gestamp, aceitar participar do projeto Emotional Driving é, além de um orgulho, uma prioridade. Porque cada acidente que evitamos são vidas que salvamos.

Um acidente de automóvel sempre vai associado a um ruído muito característico, que aqueles que experimentaram reconhecem de imediato com inquietude. É o resultado da deformação de materiais enormemente resistentes, sob pressão de um choque contra outros objetos. É um ruído que muitas vezes antecede situações dramáticas ainda que em muitos casos oculte uma realidade: os veículos são hoje mais seguros do que em qualquer outra época da história.

Gestamp Navarra

O setor de componentes de automobilismo, um grande desconhecido

O setor automobilístico é um dos setores mais sofisticados por seus processos de produção, seu alto componente tecnológico e sua atividade inovadora. Ainda assim, grande parte da sociedade desconhece o papel que desempenha o setor de componentes de automobilismo, isso é, todas aquelas empresas responsáveis por mais de 75% do valor agregado de um veículo, e que trabalham para os fabricantes criando, desenvolvendo e produzindo partes fundamentais dos automóveis, tanto em seu exterior como em seu interior, em seu motor, em seus sistemas de condução ou em seus elementos eletrônicos. Na Espanha, de acordo com dados do padroeiro SERNAUTO, este setor representou em 2014 um faturamento de 29,723 milhões de euros, alcançando 318 mil empregos diretos e indiretos. O setor espanhol é altamente relevante, no que diz respeito ao faturamento, ocupa a sexta posição na escala mundial e a terceira posição na Europa. Na Espanha, o setor de componentes de automóvel representa 4% do valor agregado industrial.

No caso concreto da Gestamp, um grupo multinacional espanhol que conta com aproximadamente 100 centros produtos e está presente em 20 países, nossa contribuição ao PIB da indústria do automóvel na Espanha foi de 1,836 bilhão de euros, o que equivale a 2% do total do setor.

Na Gestamp pensamos que os grandes fabricantes de veículos e as empresas do setor de componentes devemos formar um tandem em termos de competitividade, qualidade e resultados. E, naturalmente, devemos trabalhar de forma bem próxima em um aspecto tão essencial como a segurança.

max-Hydro-forming

A inovação como um caminho para o progresso

O setor de componentes de automobilismo é uma das indústrias onde a inovação é mais relevante.[1]

De acordo com dados de SERNAUTO, em 2014 o setor na Espanha investiu em projetos de Pesquisa e Desenvolvimento o equivalente a 3% de seu faturamento, número três vezes superior ao da média industrial espanhola.

Na Gestamp, apostamos na Pesquisa & Desenvovimento como o melhor caminho para oferecer soluções a nossos clientes, propondo produtos inovadores que cumprem com os requisitos de rendimento, peso, custo, qualidade, segurança e sustentabilidade. Para isso, contamos com 12 centros e mil funcionários totalmente dedicados a projetos de P&D, que concentram seus esforços em avançar em aspectos chave para todos os nossos clientes: a redução de peso dos veículos – fundamental para reduzir as emissões de CO2 – e a melhoria da segurança.

Os produtos que criamos e fabricamos na Gestamp têm uma enorme relação com a segurança: por exemplo, peças como os componentes metálicos estruturais que compõem o esqueleto do veículo são a defesa mais importante dos ocupantes diante de impactos laterais, frontais ou em caso de virada; o chassis é o elemento chave para garantir a estabilidade e o controle do veículo em manobras bruscas; e inclusive desenvolvemos sistemas pirotécnicos instalados debaixo do capô que reduzem os danos ao pedestre em caso de atropelamento. Tudo isso, concebido com a premissa de que seu verdadeiro valor se mostra nos momentos mais decisivos para nós que dirigimos todos os dias, alheios aos enormes esforço e recursos dedicados pelas mais de 32.300 pessoas que compõem Gestamp para velar por nossa integridade.

max-welding-and-assemby

Mais leve e mais seguro: a obsessão de Gestamp

Produtos mais leves e mais seguros. Esta é a máxima prioridade que acreditamos que deve existir no presente e no futuro do setor automobilístico, e essas linhas estratégicas são as que desenvolvemos e potencializamos em Gestamp diariamente mediante atividades de investigação, desenvolvimento e inovação.

a) Mais leve: a relação entre peso e redução de emissões

Por um lado, devemos conhecer que a etapa de uso do veículo é a mais importante do ponto de vista ambiental dentro do ciclo da vida. De acordo com o Observatório Industrial do Setor de Fabricantes de Automóveis e Caminhões de Espanha, o maior percentual de emissões de CO2, quase 90% das produzidos ao longo do ciclo de vida, acontecem durante a fase de uso do veículo.

Como fornecedores de produtos para carrocerias e chassis, os elementos mais pesados do veículo, nossa contribuição em melhorar as emissões na etapa de uso dos veículos se produz através da redução de peso, já que menor peso implica em menor consumo de combustível. Estimamos que uma redução de 10% no peso de um veículo de 1.500 kgs se traduza em uma redução de entre 10 e 20 gramas de CO2 por cada quilômetro percorrido. Como afirma a Agência Europeia do Meio Ambiente (EEA), as novas tecnologias permitiram que as emissões (gCO2/km) em veículos novos sejam 33,7% inferiores às daqueles fabricados em 1995.

Com o objetivo de reduzir o peso em cada peça, Gestamp realiza um importante esforço em impulsionar novos conceitos, novos materiais e novas tecnologias de fabricação.

b) Mais seguro: a proteção dos ocupantes do veículo e pedestres, crucial para o setor

Por outro lado, os compradores de veículos já não se fixam apenas na linha ou prestações do mesmo, mas também se preocupam com a sua segurança e buscam carros que tenham o nível de proteção mais alto possível. Dessa forma, segurança e confiabilidade são outras grandes linhas de pesquisa de Gestamp, centradas em identificar fórmulas que permitam incrementar a segurança dos ocupantes do veículo e dos pedestres. Os produtos devem, por sua vez, melhorar o conforto, a durabilidade, a reciclabilidade ao final da vida útil do veículo e a qualidade, variáveis todas elas essenciais nos processos de design e fabricação de nossos produtos.

Nesse contexto, os testes ou ensaios de choque pressupõem uma confirmação da benfeitoria do setor de componentes, não somente na marcha (segurança ativa), mas ainda mais importante em caso de choque (segurança passiva).

Como trata-se de uma prioridade de primeiro nível para a Gestamp, utilizamos em nosso dia a dia ferramentas como CAD/CAE, que permitem simular as diversas soluções e ajustar o design, validando numericamente provas de choque, ensaios de cansaço e de rigidez assim como de ruído, vibrações e dureza.

A companhia dispõe de laboratórios de provas de resistência e confiabilidade de mecanismos, com maquinaria específica para avaliar, de forma material através de protótipos, os desenvolvimentos previstos. Em laboratórios como o que Gestamp tem em Lulea (Suécia), as peças são submetidas a provas de choque e esforço real. Para citar um exemplo, com os resultados obtidos podemos demonstrar que um veículo ocupado com barra de alta resistência sofre uma deformação de até 60^ menos do que um veículo equipado com barras padrão de mesmo peso.

Tendo em vista os resultados dos ensaios podemos propor e validar soluções in loco para nossos clientes. Realmente, esta vantagem competitiva facilita o fato de participarmos em todos os projetos dos principais clientes, sempre com uma visão a médio e longo prazo.

Nesse contexto, Gestamp trabalha para que os veículos equipados com nossos produtos superem com folga as provas realizadas pela rede global NCAP (New Car Assessment Program, o programa europeu de avaliação de carros novos), um organismo independente nascido em 1997 que conduz testes de choque e outorga pontuações em função do comportamento e da segurança oferecidos pelos veículos aos ocupantes, o que permite que qualquer usuário de qualquer continente possa comparar modelos de carros e resultados.

max-Patchwork-blanks-web

Processos e tecnologias fazem a diferença: a importância do hot stamping

Sob a clara linha estratégica “Mais leve e mais seguro” de Gestamp, a inovação nos processos de fabricação também exerce um papel importante.

Destaca-se nesse sentido, de maneira especial, o uso em nossas planta do hot stamping, tecnologia da qual Gestamp, com 56 linhas de produção em 2014, é um provedor especializado de referência para seus clientes. Trata-se de um processo inovador através do qual se molda aço ultra-resistente em formas complexas, de uma maneira mais eficiente do que na estampagem convencional a frio. O processo implica no aquecimento do aço que se torna maleável, seguido do conformado e rápido esfriamento em matrizes especialmente feitas para isso, criando durante este processo um material transformado e endurecido. Graças a esta capacidade de combinar eficazmente resistência e complexidade, a estampagem a quente resulta em peças mais leves, o que melhora seu comportamento e resistência em caso de colisão e garante uma maior segurança do passageiro.

Na estampagem a quente, dispomos de um processo específico patenteado denominado Tailored Material Property, com o qual podemos obter diferentes níveis de dureza em distintas zonas da mesma peça controlando as temperaturas de resfriamento durante o processo de endurecimento. Assim, criando zonas brandas mais facilmente deformáveis em cada peça, podemos controlar a deformação da estrutura do carro e oferecer uma melhor reação em caso de choque.

Os desafios do futuro

As empresas tomaram consciência de que seu futuro depende da capacidade de inovar não apenas no produto ou na tecnologia, como também nos processos, na organização, a qualidade ou inclusive o diálogo com suas audiências chave. Muitas empresas já entendem que para inovar se necessita desenvolver o pensamento criativo de seus times, com o fim de encontrar ideias novas que se transformem em realidades que tragam valor.

Nesse sentido, Gestamp potencializou a inovação aberta como uma nova estratégia sob a qual a companhia vai além dos limites internos de sua organização e onde a cooperação com outros atores, como universidades e centros tecnológicos, passou a ter um papel fundamental.

Tampouco somos alheios a novos fenômenos como a Fabricação 4.0, na qual busca-se maiores níveis de eficiência e aprendizagem através da digitalização, com novas frentes como a análise de big data, a robótica colaborativa ou a sensorização. Tudo isso traz novos desafios em matéria de capacitação de pessoas, transformação das organizações e adaptação tecnológica à mudança.

Do ponto de vista do usuário, o setor de automóveis evolui na direção de veículos mais inteligentes e sustentáveis com uma necessidade de time-to-market cada vez mais curto, buscando dar resposta às necessidades da sociedade em termos de mobilidade, à medida que se incrementa a segurança dos veículos.

É um desafio apaixonante para um setor que representa o verdadeiro state of the art da inovação industrial. Um setor que traz enormes retornos à sociedade em progresso econômico, prosperidade, desenvolvimento social e capacidade de conectar as pessoas. Um setor consciente de que, por meio de seu esforço, a recompensa vale a pena cada vez que se consegue evitar um acidente ou reduzir suas consequências. Para isso trabalhamos todos os dias.

[1] A transformação digital da industria espanhola, Ministério da Indústria, Energia e Turismo, outubro de 2015.

max-Hot-Stamping-PAG36_web