Juan Llovet
Diretor de Marketing, Comunicação e Sustentabilidade
Gonvarri Steel Services

Para todos que formamos Gonvarri Steel Services, ser uma empresa socialmente responsável vai além de ter que abordar a tríplice demonstração de resultados como um todo e integrar conjuntamente os aspectos intangíveis. É, sobretudo, o compromisso com as pessoas, com nossa gente; e por extensão, também com a sociedade e com o que nos rodeia. Uma responsabilidade que, em nosso acaso, abrange muito mais do que a formação ou os benefícios sociais; que chega muito além da conciliação e da igualdade de oportunidades; que significa muito mais que comunicação fluida ou desenvolvimento profissional; que aborda muito mais do que saúde, segurança ou orgulho de pertencer. É tudo isso e mais. Porque, se existe algo verdadeiramente importante nessa companhia, são as pessoas. E se existe algo prioritário, é o compromisso com nossa gente.

Seguindo esse princípio, desde os departamentos de comunicação, sustentabilidade e recursos humanos impulsionamos o projeto Emotional Driving, focado na segurança viária, e concebido por e para nossos funcionários; porque para nós a segurança deles e de suas famílias é um assunto chave e prioritário.

Uma aliança estratégica entre ambos departamentos que nasceu há cinco anos e que está dando frutos abundantes, tanto no aspecto humano quanto no corporativo. E que, além do reconhecimento (e agradecimento) interno, está colhendo também não menos reconhecimentos externos, em forma de prêmios e prestígio.

Quando planejamos Emotional Driving, nosso principal desafio era mobilizar, que todas as pessoas da companhia entendessem o projeto e participassem dele; que assumissem que a preocupação em salvar vidas requer tantos esforços quanto a atividade laboral de todo dia. Compreendemos que a melhor forma de convencê-los de que se tratava de um projeto importante era apelando a todos os âmbitos pessoais, compartilhando as vivências de vítimas de acidentes e de profissionais da segurança viária; formando as pessoas em riscos, prevenção e atuação; dando uma cara às motivações e problemas de seus próprios companheiros e participando em um jogo conjunto com recompensas para eles , por uma boa causa. Isso é, abordando o lado emocional, racional e vivencial.

Emotional Driving

Em resumo, um novo conceito de segurança viária que, através de mensagens positivas, nos motiva a conduzir de uma maneira mais responsável.

Não se trata apenas de comunicar ou formar, como também de criar raízes na vida de todos os participantes, para que quando entrem em um carro lembrem-se dessa formação, dessas motivações de companheiros, essas lições dos profissionais, esses testemunhos que nos ensinam que na estrada não se brinca… Se nos assegurarmos de que fazemos todo o possível para contribuir com nosso grãozinho de areia para a prevenção daqueles que estão mais próximos de nós, no final o esforço de todos terá valido a pena.

A fortaleza do projeto, e principalmente seu sucesso de participação, consiste em integrar três fases – experiência, concurso e formação – que, através de mensagens positivas e testemunhos próximos, reúna o racional e o emocional, a formação e a experiência, o didático e o lúdico, e consiga tocar pouco a pouco, mas de forma continuada, o dia a dia de nossos funcionários.

Tivemos a sorte de encontrar um companheiro de viagem excepcional como é a Associação para o Estudo da Lesão Medular Espinhal (AESLEME), que já formava parte de nosso Plano de Ação Social. A associação é parte crucial neste projeto, por sua participação e implicação em distintas jornadas e por fomentar a participação das equipes, duplamente motivadas pelo interesse de ganhar (na fase do concurso) e porque todos os pontos acumulados nos jogos são trocados e doados automaticamente à instituição.

O projeto Emotional Driving serviu de grande estímulo para todos e nos permitiu enfrentar uma verdade incômoda mas inelutável: a segurança viária.

Com uma taxa de participação superior a 95%, compartilhada com centenas de pessoas em cada edição, esta iniciativa não pode ser mais do que o ponto de partida para reafirmar nosso compromisso com nossa gente, que para nós é o mais importante, o mais valioso.

Emotional Driving é, então, um desafio colaborativo que propusemos a nossos trabalhadores para motivá-los a conduzir de forma mais segura e sensibilizá-los aos benefícios desse tipo de condução. Queremos partir do conceito de Emotional Driving e buscar o conteúdo emocional positivo, sem o componente punitivo e trágico que tradicionalmente acompanha a segurança viária. Muito pelo contrário, o que se pede aos participantes é que reflitam sobre o que os motiva para dirigir em segurança.

Gustavo Almela, Antonio Amengual y Juan Llovet

Durante a jornada, todos os trabalhadores puderam participar de diferentes atividades, bate papos e conferências, divididas em três fases:

  1. Fase experimental (jornada de segurança viária)

Estas jornadas incluem simuladores manejados por especialistas, onde os assistentes podem viver experiências de segurança viária quase reais (capotamento ou choques a baixa velocidade, por exemplo), com o objetivo de formá-los e sensibilizá-los para uma condução correta.

Muito importantes nessa fase são os testemunhos das pessoas envolvidas em acidentes de trânsito, tanto vítimas (com lesões na medula espinhal) como profissionais que oferecem atendimento às vítiams (bombeiros, policiais e médicos). Testemunhos muito duros, sinceros e próximos, e algumas vezes assustadores – como a própria realidade -, que tocam muito fundo, e chegam a emocionar profundamente todos os presentes. Finalmente, os próprios diretores da companhia apoiam a jornada e participam da reflexão.

  1. Fase emotiva ou de desafio (Emotional Driving Challenge)

Todos aqueles que desejem podem participar desse concurso no qual se compete por prêmios e pontos, obtidos mediante votação aberta. O concurso se baseia no que motiva cada pessoa a dirigir com mais segurança; cada um deve escrever sua motivação e publicá-la para compartilhá-la com seus colegas, para que eles possam votar. No final, os pontos acumulados são trocados por euros para uma doação solidária coletiva em benefício de AESLEME.

  1. Fase racional (curso de formação)

O componente racional fica por conta de uma formação na LTC-University que trata das principais áreas de risco que afetam a segurança viária: pedestres, o fator humano, condições da via e condições do veículo. Este curso também pontua para o ranking global de pontos acumulados por cada um dos participantes.

A recepção não poderia ter sido mais satisfatória: a cada edição, todos os funcionários passam pelas formações e desfrutam da jornada. Os testemunhos são realmente impactantes e a participação no desafio é exemplar. Centenas de mensagens positivas e emotivas são publicadas na web para serem compartilhadas com todos os colegas, e também ficam disponíveis no painel instalado no evento. Cada resposta publicada compete pelo voto dos participantes, e os vencedores de cada semana ganham experiências de ócio e aprendizagem sobre o quão importante é conduzir de forma segura e responsável.

Desde que no final de 2014 se celebrou a primeira edição de Emotional Driving em nossas oficinas corporativas em Madri, este evento viajou a todas as fábricas da companhia na Espanha em 2015. O sucesso obtido foi inquestionável: uma adesão de 95%, uma taxa de satisfação de 91%, um incremento de 64% dos cursos completados, 29% de aumento no acesso à Intranet e 36% de crescimento no número de interações. Um êxito que se refletiu também no exterior, uma vez que recebeu alguns dos prêmios mais prestigiosos em escala nacional e internacional: International Business Award (Gold Stevie Winner), Observatório de Comunicação Interna e Identidade Corporativa, International CSR Excellence Award 2015, Prêmio Publifestival de Ação Social e Comunicação Interna de lRRHH, Prêmios EIKON, Corporate Engagement Awards 2015 e Prêmios Empresa Social.

Mas esta primeira edição da campanha foi apenas o começo de algo que durante este ano levamos a cada vez mais lugares da empresa. A planta de Cancienes, em Astúrias, recebeu a jornada de lançamento e do desafio em março. Em seguida vieram Barcelona, Navarra, Galicia, Alemania, Colômbia… por agora. Em todas elas, o sucesso foi idêntico ao da planta de Madri, em participação, satisfação e, acima de tudo, em conscientização e sensibilização.

Iniciativas como Emotional Driving presumem uma aposta definitiva: depois de anos tratando de melhorar o equipamento das vias, acreditamos que é hora de prevenir e conscientizar nossos funcionários em Segurança Viária. E qual a melhor forma de fazê-lo senão com testemunhos e experiências reais que conscientizem: com um jogo que fomente a participação e a sensibilização, e com cursos de formação que nos ajudem a prevenir os acidentes de maneira eficaz. Um projeto que pretende alinhar a parte racional à imersão emocional, para conseguir com que os âmbitos de nossa vida se vejam impactados. Acreditamos que esta é a melhor das apostas. Uma aposta ganhadora, sem dúvida.

simulador ED